Cientistas reproduzem ponte projetada por Leonardo Da Vinci em 1502

 

Arquitetos e engenheiros do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, usaram uma impressora 3D para criar uma réplica de uma ponte idealizada por ninguém menos do que Leonardo da Vinci — mas que nunca chegou a ser construída. Mais de 500 anos após sua morte, pesquisadores se perguntavam se ela realmente teria funcionado, e a resposta é sim.

O projeto começou em 1502 d.C., quando o sultão Bayezid II decidiu que queria construir uma ponte para conectar Istambul com a cidade vizinha Galata. Leonardo da Vinci, que já era conhecido como artista e inventor, criou um novo projeto e fez um esboço em seu caderno.

A ponte teria cerca de 280 metros de comprimento (Da Vinci usou outra escala de medição, já que o sistema métrico atual ainda não existia) e seria a maior do mundo à época, se tivesse sido construída. “É incrivelmente ambicioso”, diz Karly Bast MEng, uma das estudantes envolvidas no projeto, em um comunicado do MIT. “Era quase 10 vezes maior do que as pontes típicas da época.”

Em seus esboços, Leonardo não forneceu detalhes sobre os materiais que seriam usados ​​ou o método de construção. Bast e a equipe analisaram os materiais disponíveis na época e concluíram que a ponte teria sido feita de pedra.

Além disso, a ponte se sustentaria sozinha sob a força da gravidade, como nas pontes de alvenaria clássicas construídas pelos romanos, sem prendedores ou argamassa para manter as pedras unidas.

Para provar isso, eles construíram um modelo com 126 blocos de “pedra” impressos em 3D (a ponte real teria milhares deles). Cada bloquinho levou seis horas para ser produzido e impresso. “Demorou, mas a impressão 3D nos permitiu recriar com precisão essa geometria muito complexa”, diz Bast.

Assim como na construção real das pontes de alvenaria em arco, as “pedras” foram sustentadas por um andaime enquanto eram montadas. Somente depois que estavam em seus devidos lugares o andaime foi removido para permitir que a estrutura se sustentasse sozinha. Deu certo. 

Segundo Bast, o design não é a melhor opção para os projetos atuais, já que os materiais e métodos de hoje em dia oferecem muito mais opções para projetos mais leves e fortes. Mas nem sempre foi assim. “Você não precisa de tecnologia refinada para ter as melhores ideias”, comenta Bast. Da Vinci que o diga.

 

Fonte: Revista Galileu 

You can add any HTML here (admin -> Theme Options -> Promo Popup).
We suggest you create a static block and put it here using shortcode

close